Páginas

sábado, 12 de julho de 2014

O Conde Drácula

Um dos mais famosos vilões do cinema, literatura, e jogos, Conde Drácula! Você sabia que ele existiu de verdade em nosso mundo? Mas não na forma em que conta a literatura fantástica de Bram Stoker, do famoso jogo Castlevania, e dos vários filmes Drácula.

Drácula no jogo Castlevania: Symphony of the Night

A inspiração para o surgimento de Drácula veio do príncipe Vlad Tepes, que governou a Valáquia, território que hoje é conhecido como Romênia. Naquela época a Valáquia estava dividida entre o mundo cristão e o muçulmano.

Vlad II, pai de Vlad III (seu nome verdadeiro). Era membro de uma sociedade cristã que se chamava Ordem do Dragão, criada pelos nobres da região para defender o território dos turcos otomanos. Seu pai por fazer parte dessa ordem era chamado de Dracul (dragão), e seu filho Vlad Tepes por consequência passou a ser chamado de Draculea (filho do dragão).

Vlad III ficou famoso pela sua perversidade, só pra vocês terem uma noção ele adquiriu o sobrenome post-mortem Tepes (empalador), pois ele tinha o hábito de matar seus inimigos por meio do empalamento e se divertia com isso. Há indícios também que ele bebia o sangue de seus inimigos mortos o que levou a fama de vampiro.

Conde Vlad Tepes “Drácula” ficou conhecido por sua imortalidade por dois fatos mais conhecidos. Certa vez a Turquia invadiu a Valáquia e matou seu pai Vlad II e seu filho mais velho Mircea, quase 10 anos depois Vlad Tepes retornou a região e assumiu novamente o trono de Valáquia, por ter demorado tanto os moradores ficaram confusos e surgiu a lenda de que Vlad II tinha retornado dos mortos para assumir o trono novamente. Outro fato que levou ao povo a crer que ele é um morto vivo é que em uma de suas batalhas Vlad Tepes levou um forte golpe na cabeça que o deixou em coma, seus homens ao ver seu líder cair bateram em retirada levando seu corpo, e um pouco antes da fuga ser realizada ele acordou e retomou todos os sentidos como se nada tivesse acontecido, retornando à batalha e levando seu povo à vitória.

Conde Vlad Tepes "Draculea"

Vlad Tepes perdeu o trono para o irmão Radu, aliado dos turcos. Ele morreu dois anos depois em batalha ainda tentando recuperar o trono de Valáquia. Seu corpo foi decapitado e sua cabeça colocada em uma estava de madeira na Constantinopla, o Sultão a manteve em exposição para provar que o Conde Drácula estava morto.

Seu corpo foi enterrado em Snagov, uma ilha localizada perto de Bucareste. Em 1931 arqueólogos escavaram o túmulo de Vlad III e não encontraram nada, apenas ossos de animais, o que contribui ainda mais para o mistério de Conde Drácula.

Lenda ou não, sabemos que ele realmente existiu, e sua popularidade é tão grande que segundo o Guiness Book ele é o monstro fictício com maior número de aparições na mídia!

Christopher Lee interpreta Conde Drácula